Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Em rede social, Bolsonaro declara apoio a comandante do Exército

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

EBC.

Quarta, 4/4/2018 10:45.

(FOLHAPRESS) - O pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) declarou apoio em rede social nesta quarta-feira (4) ao comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas, que disse nesta terça (3) repudiar a impunidade.

Na véspera do julgamento do habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no STF (Supremo Tribunal Federal), o general escreveu que o Exército está "atento às suas missões institucionais", sem detalhar o que a expressão significa.

Na postagem, Bolsonaro escreveu: "O partido do Exército é o Brasil. Homens e mulheres, de verde, servem à Pátria. Seu Comandante é um Soldado a serviço da Democracia e da Liberdade. [...] Com orgulho: 'Estamos juntos General Villas Boas.'"

Em três horas, a postagem já tem 11 mil "curtidas". Bolsonaro tem mais de 1 milhão de seguidores no Twitter.

REPERCUSSÃO

A afirmação do general já havia gerado polêmica quando o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, reproduziu o comentário de Villas Bôas no Twitter com um emoji (ícone usado em trocas de mensagens) de aplauso.

Horas depois, no entanto, o juiz fez um "mea culpa" e reafirmou na rede social seu "respeito pelo Exército Brasileiro e pelas demais FFAA [Forças Armadas]". E escreveu: "Compartilho dos valores enunciados na mensagem referida (repúdio à impunidade, respeito à Constituição, à paz social e à Democracia)". Logo em seguida vem o adendo: "Contudo, não me pronuncio sobre as insinuações que dela derivaram".

As declarações surgem em um momento de tensão social e política, com protestos em várias partes do país contra e a favor de Lula.

Em nota, o Ministério da Defesa afirmou que o comandante do Exército "mantém a coerência e o equilíbrio demonstrados em toda sua gestão, reafirmando o compromisso da Força Terrestre com os preceitos constitucionais, sem jamais esquecer a origem de seus quadros que é o povo brasileiro".

O chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva, afirmou à reportagem que a fala de Villas Bôas é a opinião da corporação. "Se o comandante do Exército se manifestou, essa é a opinião do Exército", disse.

Já o Palácio do Planalto não se manifestou sobre as declarações do general. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Conselho da Cidade e Câmara de Vereadores não votam mais em casos desse tipo 


Saúde

Dia D será 12 de maio, um sábado, com mais postos de vacinação abertos 


Geral

Prefeitura adotou novas regras em alguns setores. São esperadas 160 mil pessoas.


Seu Dinheiro

Metade não entregou. Esta é a última semana 


Publicidade


Empregos


Saúde

Vereadora aponta defasagens de quase 90% nos salários oferecidos


Política

Um sai do Esporte para a Câmara e o outro sai da Câmara para o Esporte 


Tecnologia

Beacon vem sendo implantado pela Costa Verde & Mar


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade