Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Com erros de arbitragem, Vitória e Flamengo empatam no Barradão

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Domingo, 15/4/2018 6:59.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O resultado do duelo entre Flamengo e Vitória neste sábado (14), na rodada inaugural do Campeonato Brasileiro, foi o de menos. O empate por 2 a 2 no Barradão, em Salvador, perdeu espaço para o juiz Wagner Reway, que cometeu erros capitais.

O Flamengo precisou de apenas 16 segundos para abrir o placar. O tento relâmpago veio depois de passe de Vinicius Júnior. A bola encontrou Lucas Paquetá, que bateu de canhota, sem chances para o goleiro Caíque.

Pouco depois, aos 9min, o Vitória conseguiu o empate, na primeira falha grave da arbitragem. Após bate-rebate na área flamenguista, Denilson arrematou e a bola bateu no rosto de Everton Ribeiro, praticamente em cima da linha.

O árbitro, no entanto, assinalou pênalti -convertido em gol por Yago- ao alegar toque de mão do atleta rubro-negro, que ainda foi expulso.

Em superioridade numérica, o Vitória foi para cima e pressionou o Flamengo. Os donos da casa ocuparam os espaços, mas não chegaram a ameaçar de forma clara para consumar a virada no marcador.

Para tentar arrumar a equipe carioca, o técnico interino Maurício Barbieri sacou Henrique Dourado e colocou Willian Arão. Até o fim do primeiro tempo, o Flamengo sofreu conseguiu segurar a igualdade no placar.

Se a arbitragem errou clamorosamente a favor do Vitória, na segunda etapa, o Flamengo também se beneficiou da noite infeliz. Aos 26min, Réver fez o segundo dos cariocas de cabeça. O gol, no entanto, foi irregular. Willian Arão participou da jogada e estava absolutamente impedido no levantamento promovido por Diego.

O Vitória não desistiu e empatou após falha da zaga adversária. Rhayner levantou na área e Denilson subiu sozinho entre os zagueiros para marcar de cabeça.

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o América-MG, sábado (21), às 19h. O jogo marca a aposentadoria do goleiro Júlio César e deve ter um Maracanã lotado.

Já o Vitória viaja para encarar o Atlético-MG, domingo (22), às 16h, no Independência. No meio de semana, os dois times têm compromissos por Libertadores e Copa do Brasil, respectivamente.

VITÓRIA
Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa); Willian Farias, Uillian Correia, Yago, Rhayner e Alex Baumjohann (Juninho); Denilson. T.: Vagner Mancini

FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá (Geuvânio), Diego, Everton Ribeiro e Vinicius Júnior (Pará); Henrique Dourado (Willian Arão). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Barradão, em Salvador
Juiz: Wagner Reway (MT)
Cartões amarelos: Rhayner, Rodrigo Andrade, Yago (VIT); Diego, Willian Arão (FLA)
Cartão vermelho: Everton Ribeiro (FLA)
Gols: Lucas Paquetá (FLA), aos 16s, e Yago (VIT), aos 12min do primeiro tempo; Réver (FLA), aos 26min, e Denilson (VIT), aos 30min do segundo tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Prefeito manda construir viaduto em cruzamento com túnel da rua 3100


Policia

Prefeito Fabrício Oliveira disse que não irá cumprir a recomendação


Seu Dinheiro

Programa de parcelamento de dívidas inicia dia 2 de maio  


Esportes

Ela tinha vencido, mas foi desclassificada pela arbitragem


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade