Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Jair Bolsonaro se filia ao PSL para disputar o Planalto

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Marcela Camargo/AB.

Quinta, 8/3/2018 6:19.

ANGELA BOLDRINI E ANNA VIRGINIA BALLOUSSIER
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) se filiou nesta quarta-feira (7) ao PSL, sigla pela qual pretende disputar a Presidência.

O parlamentar aparece em segundo lugar nas pesquisas do Datafolha, com 16% a 18%, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Sem o petista, o deputado sobe para primeiro, com 19%.

Em seu discurso, o parlamentar defendeu uma agenda econômica liberal, de privatização das estatais e redução de impostos, e conservadora nos costumes, com críticas ao casamento gay e à decisão do STF que permite que transexuais mudem o registro civil sem cirurgia.

"Um pai e uma mãe preferem chegar em casa e encontrar o filho de braço quebrado por ter jogado futebol, ao invés de brincando de boneca por influência da escola", afirmou, depois de afirmar não ter "nada contra homossexuais".

Bolsonaro voltou a defender que o Ministério da Defesa seja ocupado por um general e a flexibilização do Estatuto do Desarmamento, além de criticar o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a quem chamou pejorativamente de "desarmamentista".

O pré-candidato disse que terá "15 vagas" em seu ministério e que apresentará os nomes no início da campanha eleitoral. "É gente capacitada que nós temos que ter aí, com civis e com militares."

Ele também afirmou "não conhecer economia". "É uma virtude reconhecer o que você não sabe, melhor reconhecer do que fazer errado."

Segundo o presidente nacional do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE), além de Bolsonaro, devem se filiar ao partido ao menos outros sete parlamentares.

Caso isso se confirme, a bancada saltará de 3 para 11 deputados na janela partidária, que se inicia nesta quinta (8) e vai até 7 de abril.
Bolsonaro chegou ao evento acompanhado pelos filhos Flávio (RJ) e Eduardo (SP), deputados estadual e federal, respectivamente.

Ovacionado na entrada, foi recebido com gritos de "eu quero Bolsonaro presidente do Brasil".

Rostos conhecidos da militância direitista se juntaram ao ato. Pulularam gravatas com o adesivo "melhor Jair se acostumando", coros de "mito!" e "glória a Deus!". A rede de wi-fi foi batizada de "Bolsonaro Presidente".

"Ex-feminista e boa cristã", Sara Winter era uma delas. Hoje no PSC, vai se filiar ao PSL. "Foi Bolsonaro quem fez minha iniciação política", conta. "Ele é o que chamo de 'sunny people', pessoa ensolarada, sabe? Ri o tempo todo".

Outra que ria o tempo todo na reunião que sacramentou o "casamento" entre Bolsonaro e PSL era Carla Zambelli -idealizadora do Nas Ruas, movimento pró-impeachment de Dilma Rousseff-, que concorrerá à Câmara. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Conselho da Cidade e Câmara de Vereadores não votam mais em casos desse tipo 


Saúde

Dia D será 12 de maio, um sábado, com mais postos de vacinação abertos 


Geral

Prefeitura adotou novas regras em alguns setores. São esperadas 160 mil pessoas.


Seu Dinheiro

Metade não entregou. Esta é a última semana 


Publicidade


Empregos


Saúde

Vereadora aponta defasagens de quase 90% nos salários oferecidos


Política

Um sai do Esporte para a Câmara e o outro sai da Câmara para o Esporte 


Tecnologia

Beacon vem sendo implantado pela Costa Verde & Mar


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade